quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

30 de DEZEMBRO

Desde os meus 18-19 anos que deixei de gostar do dia dos meus anos. Enquanto era criança e adolescente a coisa corria bem, mais festa menos festa, mas quando cheguei à casa dos 20 comecei ficar desiludida porque nunca podia fazer uma festa nesse dia. (Acresce o facto de achar que as pessoas sempre me davam coisas que tinham recebido no Natal e não tinham gostado, ou de me darem um presente para natal e anos, mas isso nem era importante).
Entre o Natal e o Ano Novo, o que menos apetece a toda a gente é mais uma festa, mais uma noitada, mais onde gastar dinheiro. Como no dia seguinte vai tudo para os copos, nesse dia nunca ninguém queria sair.
Festejar antes dá azar e festejar depois nunca quis. Não me faz sentido nenhum festejar em Janeiro, a pensar que já fiz anos no ano passado.

Nos últimos anos tenho passado alguns aniversários em Inglaterrra e por lá está sempre tudo pronto para as festas, por isso até tem sido animado. É giro porque lá é tudo muito cedo e também acaba cedo, tal como eu gosto.

Este ano, o meu marido, que me ouve sempre queixar destas andanças, programou a coisa toda ao pormenor.

O David acordou às 5h da manhã, porque queria ser o primeiro a dar os parabéns à mãma. Mamou e voltou a dormir até às 9h30. Às 9h30 tenho as prendas na cama e um marido a cantar:
"parabéns a você
nesta data feliz
muitas felicidades (cara de espanto pela repetição)
todos anos de vida
hoje é dia de festa
uma salva de palmas
prá menina joana
uma salva de palmas!"

Pequeno almoço feito e nada de mudar fraldas.

Às 16h estava no SPA, para uma tarde de experiências. Foi a prenda de Natal, para gozar no dia de anos. Este SPA, é simplesmente maravilhoso e fiz de tudo. Comecei com uma esfoliação de corpo inteiro, uma massagem corporal (sem aromoterapia por causa da amamentação) e uma massagem oriental ao couro cabeludo. No fim serviram-me um chá de especiarias muuuito bom. Depois fui para o circuito de águas quentes, onde fiz banho turco com água com sal, para purificar e outro com aroma de laranja e limão, especial para as vias respiratórias. Este foi o meu favorito. Passei rapidamente pelos saunas, que não são a minha onda e fui até à piscina. O jacuzzi ao lado da piscina é também um circuito de várias modalidades de jacuzzi. Jactos para os pés, pernas, para a cabeça, para todos os lados. Dá para deitar e relaxar..., enfim, um sem número de coisas diferentes para fazer. Depois nadei um bocado e fiquei a relaxar numa das camas maravilhosas que tem à volta da piscina. Correu muito bem porque não estava muita gente e era tudo muito silencioso. Ainda voltei ao banho turco e depois fui tomar uma chuveirada e preparar-me para o jantar.

A única indicação é que saíamos de casa às 21h, o David ficava com a minha mãe.
E assim foi. Entrei no carro sem saber para onde íamos e pelo caminho apanhamos um casal amigo. Fomos direitos a um dos meus restaurantes preferidos onde jantámos deliciosamente bem. Ainda ficamos na conversa um par de horas, liguei só 2 vezes a saber do piolho e chegamos a casa perto da meia-noite. O David acordou quando o mudei para a cama e por isso ainda mamou a ver se na manhã seguinte dormia até mais tarde, o que resultou.

Foi um dos melhores dias de aniversário até agora, graças ao meu steak...

3 comentários:

Eunice disse...

Que maravilha! Também quero um aniversário assim... Parabéns a ti e parabéns ao Steak pela originalidade!!!

Maria disse...

Parabéns!
Eu também tenho incertezas e insatisfações quanto ao dia de anos, o meu já é depois da Passagem de Ano. POr acaso este ano também tive a sensação de que me tinham dado coisas que não tinham gostado no Natal...

susana disse...

Que dia maravilhoso, não me importava de ter um igual...
Nunca gostei de grandes festas, prefiro um dia calminho junto do meu "bicho".
bjo