quarta-feira, 11 de junho de 2008

motas, parto, gasolina e fraldas...

Ai que saudades da minha motinha! Tinha pensado em deixá-la só pelos 9 meses de barriguita, mas depois de um ataque de consciência, lá a vendi... Agora com este calorzinho dá-me umas saudades...

Hoje fomos à segunda reunião com a parteira, para aprender a 'puxar'... devo dizer que mesmo sem dores, a coisa não parece nada agradável. Apetecia-me esquecer a epidural e dar à luz de cócoras (não sei como se escreve), como a minha avó diz que deve ser (e teve 5...)
Na ultima consulta o GO apertou-me o útero de maneira a que ele fizesse uma contracção a sério... e a dôr não foi nada boa... por isso ando aqui na indecisão: epidural, ou cócoras??

Já enchemos o depósito do carro, não vá o diabo tecê-las e o D. resignou-se a ir de autocarro para o colégio... Já me anda aqui a perguntar se a greve está para acabar - aposto que amanhã já leva o carro outra vez... De manhã, nas compras não havia nem fruta nem legumes; trouxemos só o que precisávamos, mas depois das notícias da hora do almoço, e pq o meu marido entra em pânico de pensar que só o governo é que pode resolver a coisa (e sabemos como são muuuito competentes...) lá fui eu para o P. Doce abastecer de tudo o que usamos e não se estraga...

Para as barrigudas que me visitam: as fraldas Dodot no P. Doce são mais baratas que no Froiz...

3 comentários:

Kukices disse...

Xi... Foi a menina que tirou estas fotos... Parece que foi noutra vida! Quando ainda havia tempo ara passear com os amigos à tarde...

yogui_mom disse...

os amigos são suposto vir buscar a menina para caminhar na praia...

Piuzitos disse...

Já não há preocupações quanto ao bloqueio, felizmente! Resta agora esperar a rebelião das restantes classes (sim, porque neste país, aberto o precedente, estamos a querer enganar quem? Muitos se seguirão...).
Quanto a parir de cócoras, não te posso dar nenhum input de jeito pois nunca o fiz, mas realmente parece-me o mais natural, se bem que acho que deve ser complicado "aguentares-te" de cócoras durante o tumulto todo das contracções e é capaz de ser mais difícil de assistir (imagina que o baby vem com uma circular ao pescoço, por ex.º - lagarto, lagarto!).
Eu tive 1 parto com epidural e outro sem. Recomendo SEM SOMBRA DE DÚVIDA a epidural. Considero-a a 8ª maravilha do mundo, alivia muito o suplício das contracções e "poupa-te" para o momento da expulsão. Se a medicina avança no sentido de melhorar o bem-estar e minorar a dor, para quê sofrer?... Mas esta é a minha opinião. E isto para comentário já vai muito longo.... :S Sorry!