domingo, 1 de junho de 2008

O que acontece no trabalho de parto...

"Nos últimos 9 meses, o nosso corpo ajustou-se para acomodar a vida que cresce dentro de nós. o Sistema endócrino providenciou a quantidade certa de hormonas, o sangue e fluidos aumentaram para transportarem alimento ao bebé, e os ligamentos e músculos amoleceram - e em vários casos, saíram do caminho - para permitir que o útero se expanda à medida que o bebé cresce. Agora chega a altura de o útero se contrair. A parte baixa do útero tem de esticar e o cervix abrir o suficiente para o bebé passar. Um bebé médio pesa entre 3000gr e 3500gr, o que é muito bebé para fazer sair por essa abertura. O hipotálamo e a glândula pituitária, tão activos durante o período menstrual e durante a gravidez, também tem o seu papel no nascimento das nossas crianças. Porque as emoções afectam a forma como estas glândulas trabalham, sentimentos de tensão, medo, nervoso, ou stress, tem um impacto directo no nosso sistema endócrino e no sistema nervoso autónomo (assim como no do bebé) e inibem a libertação de hormonas responsáveis por contrair o útero e as endorfinas que nos ajudam a suportar a dor. Quando a mãe fica tensa ou assustada durante o parto, o sistema nervoso simpático perde o controlo e trabalha demais provocando uma resposta de lutar contra. Quando nos sentimos calmas e relaxadas, é o sistema nervoso parasimpático que comanda e permite que o cervix se dilate e as paredes vaginais estiquem." traduzi do livro 'The Woman's Book of Yoga and Health' - L.S. e P.W.

1 comentário:

Maria disse...

Espero lembrar-me disso e manter a calma...